Teste de } Carácter e Personalidade


Escolhe um deusa, dir-te-ei quem és!...

Teste Escolhe um deusa, dir-te-ei quem és!...
 

A mitologia da Antiguidade Clássica era rica em deusas muito belas, poderosas, com personalidades marcantes e envolventes. Ao mesmo tempo que aprendemos algo sobre as suas características vamos saber mais sobre a nossa personalidade... Leia com atenção quem era cada uma das deusas que aqui lhe apresentamos, e escolha a que mais lhe agradar: a sua favorita será aquela com a qual se identifica, e ela irá revelar-lhe pormenores importantes. Lembre-se que, quanto mais conhecermos as nossas fragilidades e pontos fortes, melhor poderemos encontrar a harmonia de que tanto precisamos!

  • Pergunta Leia com atenção quem era cada uma das deusas que aqui lhe apresentamos, e escolha a que mais lhe agradar
    Leia com atenção quem era cada uma das deusas que aqui lhe apresentamos, e escolha a que mais lhe agradar
  • Deusa Artemisa: Artemisa era uma deusa ligada inicialmente à vida selvagem e à caça, e mais tarde associou-se também à luz da Lua e à magia. Em Roma Diana tomava o lugar de Artemisa, e era também deusa da caça e da serena luz, a mais pura e casta das deusas e, como tal, foi ao longo dos tempos uma fonte inesgotável da inspiração dos artistas. Os outros deuses ofereceram-lhe uma corte de Ninfas e fizeram-na rainha dos bosques. Como a luz prateada da lua, percorria todos os recantos dos prados, montes e vales, sendo representada como uma infatigável caçadora vestida de túnica, calçada de coturno, trazendo aljava sobre a espádua, um arco na mão e um cão ao seu lado.
    Deusa Démeter: Esta é uma das doze divindades do Olimpo, filha de Cronos (Saturno) e Réia (Cibele). É a deusa da terra cultivada, das colheitas e das estações do ano. É propiciadora di trigo, planta símbolo da civilização. Na qualidade de deusa da agricultura, fez várias e longas viagens com Dionísio, ensinando os homens a cuidarem da terra e das plantações. Em Roma, onde se chamava Ceres, o seu festival era chamado Cerélia e celebrado na Primavera. Os seus atributos são a espiga e o narciso, e tem sempre numa das mãos uma foice, e na outra um punhado de espigas e papoilas.
    Deusa Atena: Atena é a deusa grega da sabedoria, do ofício, da inteligência e da guerra justa. Frequentemente é associada a um escudo de guerra, à coruja da sabedoria ou à oliveira. Há lendas que dizem que Zeus evitava o nascimento normal de um filho com as habilidades de Atena, para não ser destronado. Atena também é muitas vezes vista segurando numa das mãos uma pequena imagem de Niké, a deusa da vitória. Esta deusa desempenhou um papel importante no poema épico de Homero, a Ilíada e a Odisséia. Ao que tudo indica, permaneceu virgem durante toda a sua história, pos pediu aos deuses Olímpicos para não se apaixonarem, porque se ela tivesse filhos, teria de abandonar as guerras pela justiça e viver uma vida doméstica. Mas há quem diga que Atena se envolveu com os heróis que acompanhava, até mesmo com Ares, o seu grande rival. De qualquer modo, os seus romances com homens guerreiros são um mistério. Protege os guerreiros, e entre os romanos seu nome era Minerva.
    Deusa Afrodite: De acordo com os mitos, esta deusa nasceu quando Úrano (pai dos titãs) foi castrado pelo seu filho Cronos, que atirou os bagos cortados de Úrano ao mar, que começou a ferver e espumar. De aphros (espuma do mar), ergueu-se Afrodite, e o mar levou-a para o Chipre. Assim, Afrodite é de uma geração mais antigas do que a maioria dos outros deuses olímpicos. Diz-se que Afrodite usava um cinto mágico, e que ninguém conseguia resistir aos seus encantos, e ainda que foi amada por muitos deuses e mortais. A deusa do Amor não admitia que nenhuma outra mulher tivesse uma beleza comparável com a sua, punindo os mortais que se atrevessem a ultrapassá-la em relação ao seu aspecto físico.
    Deusa Hera: Hera era a deusa grega equivalente a Juno, no panteão romano, irmã e esposa de Zeus. Retratada como ciumenta e agressiva, odiava e perseguia as amantes de Zeus. Tentou matar Hércules quando este era apenas um bebé. Possuía sete templos na Grécia, mostrava apenas os seus olhos aos mortais e usava uma pena de pássaro para marcar os locais que protegia. Hércules destruiu os seus sete templos e, antes de terminar a sua vida mortal, aprisionou-a num jarro de barro e entregou a Zeus. Era a patrona da misericórdia, da piedade e da caridade. É a protectora dos jovens namorados e daqueles que lutam pelo amor e pela união de quem se quer bem.

Enviar Teste Para Amiga(o)

* campos obrigatórios